0

Escritor, filósofo, crítico literário e de arte, ensaísta e, sobretudo, pensador raro, o gênio parauara Benedito Nunes, 81, se foi do nosso convívio hoje de manhã. Ele estava internado há dez dias no Hospital Beneficência Portuguesa de Belém. Ontem à noite, foi para a UTI após sofrer hemorragia no estômago, e não resistiu.
O corpo está sendo velado na igreja de Santo Alexandre. Amanhã, às 9h, haverá missa de despedida e às 11h, será cremado no cemitério Max Domini, em Marituba.
Benedito José Viana da Costa Nunes foi um dos fundadores da Faculdade de Filosofia do Pará, posteriormente incorporada à Faculdade Federal do Pará. Por “A Clave do Poético”, recebeu o prêmio Jabuti na categoria crítica literária, em 2010, quando também ganhou o prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra. Deixa vasto legado à inteligência nacional.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Descalabro em Tucuruí

Anterior

Nota oficial

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *