0
O médico anestesiologista Mauro Coelho Ribeiro foi transferido para o Presídio Estadual Metropolitano, em Marituba, depois de autuado em flagrante na Delegacia do Programa Pró-Paz, por abusar sexualmente de uma paciente de 14 anos na Santa Casa de Misericórdia, onde trabalha. Ele foi enquadrado dentro da nova lei contra a dignidade sexual.
O procedimento policial foi lavrado pela delegada Aline Holanda. O médico foi interrogado e submetido a perícias no Instituto Renato Chaves. A vítima, internada no hospital, alegou que o acusado se aproveitou no momento em que estava sedada para ser submetida a uma cirurgia. Há testemunha ocular do fato.
O anestesiologista foi conduzido ao CPC Renato Chaves, hoje à noite, para exames de lesão corporal e toxicológico. O resultado sai em 10 dias úteis. A Santa Casa vai instaurar processo administrativo disciplinar tão logo seja informada sobre o indiciamento.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Novo alento ao HOL

Anterior

Selvageria no trânsito

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *