0
É sério! No Pairaguai, o governo criou uma comissão só para cuidar da paternidade serial presidencial. Dizem que o céu é o limite para a fertilidade do reprodutor que ocupa o poder. As entidades internacionais de proteção aos Direitos Humanos e infanto-juvenis deveriam acordar para o inolvidável detalhe: Lugo nunca prestou qualquer assistência aos seus rebentos e pelo menos uma das mães de seus filhos tinha 16 anos ou menos quando ele a engravidou – na casa de sua tia, onde se hospedava como bispo -. Mas o que falta para a excomunhão desse um?
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Invasores das eclusas no Xilindró

Anterior

Turbulência global

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *