0

Caso verídico relatado ontem pelo médico e professor Flávio Freire, especialista em Medicina Esportiva, titular da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, presidente da Sociedade Paraense de Medicina do Esporte e Exercício, membro da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo e do Departamento Médico do Clube do Remo:

“_Paciente por volta dos 65 anos me procurou com dor no ombro.
Perguntei o possível motivo da dor e ela nem titubeou:
“Deve ser de tanto dar tapa no meu marido!”
Acabei a consulta em silêncio, após indicar a fisioterapia e medicações para o caso.”

Meu queixo caiu e rolou.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Prepare o seu coração

Anterior

Magistrados lançam livro Anticorrupção

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *