Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

A omissão do poder público em Belém

Belém do Pará, às vésperas de seus 400 anos, precisa resgatar sua cidadania. É uma vergonha que as travessas Félix Rocque e Joaquim Távora, na Cidade Velha, e a Manoel Evaristo, no bairro do Umarizal, tenham sido fechadas por portões de particulares negando o acesso da população ao rio. Da mesma forma, a Prefeitura não tirar os camelôs da Av. Presidente Vargas, mesmo com determinação judicial. O quarteirão entre as ruas Ó de Almeida e Aristides Lobo fere a dignidade humana, além de ser um atentado à saúde pública, com  “comida” em condições além de precárias sendo vendida sem a menor fiscalização, além do uso de inflamáveis como botijões de gás. Cadê o MP, o Iphan, a SPU, a Seurb,  a Vigilância Sanitária? Onde o respeito pelo distinto contribuinte, pela população à qual é negado o direito constitucional de ir e vir?

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *