0
Presidentes do Simineral, Ibram, OAB-PA, TJE (interino) e da Frente Parlamentar, com o vice-governador.
Em edição bilíngue, com versão digital e outra exclusiva para o público infantil, o Simineral lançou o Anuário Mineral do Pará, ontem à noite, no complexo cultural São José Liberto, com a distribuição de 15 mil exemplares, que serão encaminhados também a 14 municípios do interior, sendo que 15 mil CDs irão para escolas públicas e instituições de ensino superior do Pará. Durante a cerimônia, muito prestigiada por autoridades, empresários, executivos do setor, advogados e jornalistas, o presidente da OAB/PA, Jarbas Vasconcelos, foi agraciado com a Comenda de Mérito “Minerador Honorário” e Franklin Feder, ex-presidente da Alcoa América Latina e Caribe, com o título honorífico “Minerador Destaque”. Ao lado da presidente do Sindicato dos Jornalistas do Pará, Roberta Vilanova, o presidente do Simineral, José Fernando Gomes Jr. lançou, ainda, a edição deste ano do Prêmio Hamilton Pinheiro de Jornalismo.

Amanhã, 14, é o Dia da Mineração no Pará, instituído por lei de iniciativa do deputado Raimundo Santos(PEN), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Mineração Sustentável no Pará, e marca 45 anos do início da pesquisa mineral na região de Carajás. 
O Anuário Mineral deste ano é todo focado na responsabilidade social corporativa. A ideia é politicamente correta, ainda mais que, historicamente, a atividade mineradora jamais encontrou obstáculos no território parauara, mas ultimamente o Ministério Público Federal vem defendendo – e exigindo – o cumprimento de normas da Organização Internacional do Trabalho(OIT) no sentido da necessária consulta prévia às populações tradicionais – em especial indígenas e quilombolas – nas regiões impactadas, antes da liberação das licenças ambientais para a lavra.

O respeito aos direitos humanos é um importante
aspecto do desenvolvimento sustentável. Defender os direitos humanos fundamentais e respeitar
as culturas, costumes e valores ao tratar com todos os afetados pelas atividades, e também nos
procedimentos de emprego – por exemplo, os que
impedem a discriminação – é medida que se impõe.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Os números da mineração no Pará

Anterior

Singularidade Down e OAB-PA

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *