A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

122 anos de Mosqueiro

Mosqueiro. Foto da Agência Pará.
O distrito de Mosqueiro faz hoje 122 anos. A cerca de 86 Km do centro de Belém, tem 22 praias e mais de 30 quilômetros de areia banhada pelo rio que, na preamar com vento forte, forma ondas típicas do oceano. Chalés, casarões e sobrados na orla, com características europeias, remetem à época do apogeu da borracha, no final do século XIX e início do século XX.   

O codinome “Bucólica” há muito perdeu o sentido. Desde 1970, com a construção da ponte que liga por terra a ilha ao resto do município de Belém do Pará, hordas invadiram a antigamente tranquila vila, cujos pirulitos de mel e de maracujá e todo o imaginário das ‘varinhas do amor’ (gravetos nos quais as pessoas inscreviam o nome e presenteavam alguém, que teria sorte em geral e também no amor) se perderam no tempo. Como diz o caboclo, hoje malmente existem as tapioquinhas e os peixes

A ocupação irregular e desordenada da orla, banheiros com fossa na areia fazem proliferar os problemas ambientais na ilha. Resultado: barracas afundando e erosão. A imensa Área de Preservação que equivale a mais de 20 bosques Rodrigues Alves não pode ser visitada, porque não existe um plano de manejo e pessoas entram na reserva para caçar pássaros e retirar árvores, ao invés do turismo ecológico. 

Nossa Senhora do Ó é a padroeira de Mosqueiro. Trata-se de um dos cultos marianos mais antigos, com a particularidade de apresentar Maria grávida, uma das poucas imagens no Brasil. 

Outra curiosidade histórica é que a praia do Chapéu Virado foi palco de sangrenta batalha durante a Cabanagem, e Mosqueiro sediou a primeira fábrica de pneus do Brasil, na década de 1930. 

Parabéns aos mosqueirenses que resistem heroicamente!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *