0

A Justiça Federal concedeu, há pouco, liminar de reintegração de posse do trecho da Estrada de Ferro Carajás, ocupada desde hoje de manhã por índios do Povo Guajajara da Terra Indígena Caru.

A interdição começou por volta de 8h50, quando cerca de 50 índios bloquearam a EFC no Km 289, entre os povoados de Mineirinho e Auzilândia, em Alto Alegre do Pindaré (MA), obrigando a Vale a paralisar todas as suas operações. Os índios alegavam que a Funai não vinha entregando materiais agrícolas desde dezembro de 2009, apesar de a Vale ter feito integralmente o repasse dos recursos, conforme previsto no acordo de cooperação (termo em vigência 2007 a 2016) com a Fundação.

Por causa disso, os usuários do trem de passageiros que partiram de São Luís tiveram que seguir viagem em ônibus fretados pela Vale a partir da estação de Santa Inês.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Cine mais Cultura

Anterior

Politicagem, não!

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *