0
O Hospital Ofir Loyola só oferece atendimento de primeira consulta no serviço de radioterapia duas vezes por semana, às terças e sextas-feiras, quando os três médicos recebem quatro pacientes por dia, totalizando 24 pacientes semanais.
É pouco, muito pouco, para a enorme demanda, de pessoas muito pobres e que não têm a quem recorrer. Vocês sabiam que os melhores remédios para tratamento de câncer custam mais de R$20 mil?
Se não há equipamentos nem profissionais de saúde suficientes, deveria ser prioridade absoluta a aquisição dos aparelhos e a contratação de médicos e equipes. A doença é grave e seus efeitos devastadores não esperam pela burocracia oficial. É preciso, sobretudo, cuidar e salvar vidas.
Os pacientes do interior do Estado podem agendar a primeira consulta pelo telefone (91) 3342.1362, e os da capital têm que ir ao HOL marcar o atendimento.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Atenção para as mudanças

Anterior

Pulseiras de aço

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *