A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Venda de peixes raros deu cadeia

Depois de um ano de investigações da PF, a pedido do Ministério Público Federal, foram presos seis empresários do ramo de peixes ornamentais e um servidor público e fechadas cinco empresas do ramo de peixes ornamentais em Altamira-PA (Hom Aquarium e Aguapeixe Aquarium); em Magé-RJ (Acqua Betha Com Imp e Exp Ltda); em Manaus-AM (Turkys Aquarium); e em Santos, SP (Aquário Comércio de Peixes Ornamentais Ltda).
Além de vender peixes endêmicos – que só vivem na confluência entre os rios Xingu e Iriri, região central do Pará – a quadrilha cometia falsidade ideológica, através de intrincado esquema para esquentar documentos de trânsito dos animais. Com base nas provas, eles poderão ser denunciados posteriormente pelo MPF por formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva e crime ambiental.
A quadrilha obtinha os peixes dos fornecedores de Altamira e Manaus. Depois, embalada, a mercadoria ilegal era transportada em aviões particulares, através de Itaituba ou Santarém, de onde seguia para os portos de Santos e do Rio de Janeiro. De Santos, os peixes eram remetidos para a Ásia. Já pelo Rio, chegavam à Europa. Acari Zebra e Arraia do Iriri alcançam altos valores no mercado negro internacional de peixes ornamentais. Um único espécime de Acari Zebra custa US$ 1,5 mil na Ásia ou na Europa.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *