0
Lembram que eu alertei há meses? Pois o Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária alerta que novos casos de infecção por Micobactérias de Crescimento Rápido poderão ocorrer em todo o País, caso não sejam adotadas medidas rápidas visando a melhoria das condições de limpeza e esterilização nos serviços de saúde do Brasil, principalmente em clínicas que realizam procedimentos cirúrgicos. O Pará é o segundo estado mais atingido pela epidemia.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Alcoa no topo

Anterior

Leitura

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *