0
O Conselho Nacional de Justiça terá como meta para os próximos anos a implantação de sistema de controle de gastos para o Poder Judiciário, semelhante ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) do governo federal. A ideia é do presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, que afirmou: “O que temos encontrado nas inspeções sugere a ausência de controle”.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Quem procura, acha

Anterior

O chamado

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *