Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Tempos de violência

A violência nossa de cada dia, dia após dia, continua em pauta. Ontem, quem estava na Av. Visconde de Souza Franco, em Belém do Pará, e no supermercado Líder da Doca, viveu momentos de terror. De repente, começou um tiroteio. As pessoas correram para se proteger do jeito que podiam: amontoadas nas escadas fixas, dentro dos carros nos estacionamentos e até no elevador. Moradores das redondezas que identificaram os sons entraram em pânico e os que confundiram com fogos de artifício ficaram intrigados.   Muitos acharam que a loja estava sob ataque, depois se falou em tentativa de assalto e sequestro de cidadãos que passavam em frente à garagem do supermercado. Identificaram até um suposto comparsa que estaria de tocaia na rua Boaventura, em frente ao bar Vegas. 

O episódio é mais um a ilustrar a insegurança que aflige todos nós. Eu confesso que pouco saio de casa, com medo de assaltos e balas, perdidas ou certeiras. Tempos estranhos estes, em que a cidadania é aprisionada enquanto a bandidagem está à solta roubando e matando. Tempos incríveis, em que as pessoas ficam mudas e quedas até que sejam atingidas pela violência, que não escolhe cor nem posição social. Tempos sombrios, nos quais a lei é rasgada e ninguém faz algo eficaz e eficiente para dar um basta.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *