0
Eu estou pensando cá com meus botões como poderá se tornar cada vez mais constrangedor viajar de avião. Já temos que tirar sapatos, cintos, bolsas e demais badulaques do corpo, quando passamos nos detectores de metais dos aeroportos. Não podemos carregar mais de 100 ml de líquido, seja ele qual for. Pois agora os sistemas de segurança vão querer xeretar o nosso fi-o-fó. Sim, lá mesmo onde vocês estão pensando. Tudo porque descobriram que o novo modus operandi de terroristas é acomodar explosivos. Naquele lugar. Vocês sabem, onde se coloca supositórios. E detoná-los via celular. Hummmm…
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Sinal de alerta

Anterior

Agora vai

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *