0
Ontem, o Pleno do TJE-PA extinguiu, por unanimidade, duas queixa-crimes contra o deputado estadual Arnaldo Jordy movidas pelo seu ex-assessor, advogado Tibúrcio Barros de Nascimento. Uma delas pedia indenização por danos morais. Tanto a relatora, desembargadora Brígida Gonçalves, quanto o Ministério Público acolheram a preliminar de decadência – o prazo para a impetração havia expirado, o que extinguiu a punibilidade. O outro processo foi arquivado por não ter ficado claro que tipo de delito o autor atribuía ao deputado – requisito indispensável para ser analisado.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Isoca com sotaque portenho

Anterior

Escolha cidadã

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *