0

O bispo de Abaetetuba, Dom Flávio Giovenalli, ex-secretário da Regional da CNBB no Pará, denunciou que “a Polícia Civil de Abaetetuba corrompe mais a sociedade do que a protege.
A população tem medo da polícia e ela é o maior exemplo de corrupção praticada em todos os sentidos, inclusive com envolvimento no tráfico de drogas”. Para o bispo, “seria melhor se a Polícia Civil de Abaetetuba não existisse”. Diante disso a OAB-PA pediu à governadora Ana Júlia a substituição imediata de todos os 25 agentes da Polícia Civil lotados em Abaetetuba, ainda mais depois de saber que foram gravadas imagens de uma jovem sendo estuprada dentro da carceragem. “Isso não foi o delegado quem fez. Foi investigador, agente prisional, escrivão ou mesmo os presos. Então, a saída é destituir todo mundo”, cobrou Ângela Sales.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Vai dar M…

Anterior

O horror, o horror!

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *