0
Vejam só. A Cosanpa vai instalar cerca de 16 mil novos hidrômetros na Região Metropolitana de Belém – conjunto Beija-Flor, o Centro e a Cohab de Marituba; em Ananindeua, todas as Cidades Novas e o Guajará -, a fim de controlar precisamente o consumo. Diz que o consumidor pagará de acordo com a quantidade de água utilizada e assim reduzirá o desperdício. Ah! O aparelho de medição é responsabilidade do dono do imóvel.
Não seria melhor, mais importante e urgente fornecer, ininterruptamente, água tratada e de boa qualidade?
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

A África é aqui

Anterior

Relações perigosas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *