0

90% do faturamento do mercado é proveniente de residências. Dentro do mercado residencial, 47% estão cadastrados como consumidores de baixa renda. Para esse público é estimado o consumo mensal de 10 mil litros e por esse consumo é cobrada uma tarifa fixa de R$ 14,00. É um mercado muito social. A privatização desse serviço causaria danos a uma grande parcela da população”.
(Eduardo Ribeiro, presidente da Cosanpa, sobre a tarifa de água e esgoto em Belém, que empresas privadas seriam obrigadas a aumentar, para recuperar o dinheiro investido e garantir lucro).
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Registro cultural

Anterior

Fundo do poço

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *