0

Na segunda-feira, 18, às 18h, na Sala Ettore Bósio, no Conservatório Carlos Gomes, em Belém, será prestada homenagem ao compositor santareno Wilson Fonseca (Maestro Isoca), no concerto do Duo Marakadon, integrado pela percussionista Cláudia Oliveira Lacourt, que reside na França, e pela pianista Gelda Silva, ambas paraenses. No programa, “Peixada na Praia” (toada lundu, com letra de Emir Bemerguy), “Lundu”, “Vou dizer-te adeus” (fox) e “Um Poema de Amor” (bolero). Nesse concerto, será apresentada, em primeira audição, a “Sonatina Amazônica” (Vibrafone, Marimba, Xilofone e Piano), de autoria de Vicente Fonseca (filho de Isoca), peça em cinco movimentos: Dança e Pororoca; Calmaria no Tapajós; Fúria Amazônica; Banzeiro; e Reencontro das Águas. No dia 20 , às 18h, no Theatro da Paz, será executada, em primeira audição, a música “Senta a Púia” (Duo de Vibrafone e Violoncelo), composta por Vicente Fonseca e dedicada à percussionista Cláudia Oliveira Lacourt, no concerto do TACAP (Quinteto de Percussão da Amazônia), que contará com a participação do violoncelista Joel Costa. E no segundo semestre deste ano, o Grupo Música Antiga – “Concertos Espirituais” executará composições dos músicos santarenos Wilson Fonseca e Vicente Fonseca, no Conservatório “Carlos Gomes”, em Belém. O grupo, que se dedica à música barroca, é composto por Flauta Doce (Acácio Cardoso), Viola de Gamba (Arthur Alves) e Cravo (Gelda Silva).

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Carajás e Tapajós em debate

Anterior

Geraldo Teixeira no Espaço Cultural do Basa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *