A 27ª Unidade de Conservação do Estado do Pará abrange os municípios de Jacareacanga e Novo Progresso, no sudoeste paraense. O Decreto nº 1.944/2021 foi assinado pelo governador Helder Barbalho na quinta-feira, 21, e publicado ontem (22) no Diário Oficial…

O Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros, lançado no Fórum Internacional Tributário pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital, aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma estratosféricos R$ 896,2 bilhões, significando 13,18% do PIB…

Ao abrir oficialmente o Forma Alepa/Elepa, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, destacou a importância do trabalho que vem sendo executado pela Escola do Legislativo, treinando, qualificando e atualizando gestores, vereadores e servidores públicos, que dessa forma…

Em Itupiranga, força-tarefa do Ministério Público do Trabalho no Pará e Amapá, Auditoria Fiscal do Trabalho, Defensoria Pública da União e Polícia Federal resgatou sete trabalhadores em condições análogas às de escravos, em duas fazendas no sudeste paraense, e prendeu…

Programa imperdível

Amanhã, tem Amazônia Jazz Band, o grupo de percussão Trio Manari e o saxofonista Antonio Abenatar, no Theatro da Paz, às 20 horas. O concerto, gratuito, terá músicas de grandes compositores de jazz, como Sammy Nestico, vencedor de quatro Grammyes; Gordon Goodwin, vencedor do Grammy 2006 e de três Emmies, e do cubano Arturo Sandoval, vencedor do Grammy 2007. Também constam do repertório uma composição do Trio Manari, “Boi do Marajó”, a música afro-cubana “Afro Blue”, de Mongo Santamaría, e “Rhythm of our World”, de Arturo Sandoval. A Amazônia Jazz Band, em 1995, sob a direção de Andi Pereira, começou um trabalho de pesquisa, coleta e execução de obras escritas por grandes compositores do século XX. A partir de 1999, sob a direção de Barry Ford, incentivou compositores paraenses e embarcou em uma coleta ambiciosa de literatura jazzística americana. O resultado de todas essas inserções musicais foi um repertório vibrante, que sempre agrada a todos os públicos. Desde março de 2005, o maestro da AJB é o percussionista paulista Ricardo Aquino, bacharel pela Unesp que, a partir de 1996, assumiu cadeira de Percussão no Conservatório Carlos Gomes e dirigiu o Grupo de Percussão da FCG, além de ser chefe de Naipe da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *