0
Amanhã, às 20h, na Igreja de Santo Alexandre, não percam o recital “Modinhas Imperiais“, apresentado pelo Duo Câmera Amazônia, formado por Edelmiro Soares (canto) e Urubatan de Castro (piano). O concerto, que tem entrada franca, também inclui conversa com o público sobre a importância de saraus e modinhas, e um panorama da época. A intenção é divulgar o gênero modinha, que surgiu em meados do século XVIII, perdurou até a primeira década do século XX e está presente em diversas vertentes da música brasileira, desde as manifestações folclóricas regionais e nacionais, do popular ao erudito. Dentre as canções mais conhecidas do repertório figuram “Quem sabe” e “Suspiros D’alma“, do maestro Carlos Gomes.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Parque sai do papel

Anterior

Embaixador & pesquisador

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *