0
Está prevista para 19 de agosto audiência pública na Alepa para debater a privatização do serviço de água e esgoto em Belém. Contrário à ideia, o deputado Arnaldo Jordy (PPS), autor do requerimento, afirma que a privatização pode prejudicar a população, com o aumento das tarifas e agravamento da saúde pública. Jordy criticou a prefeitura de Belém por ter enviado ao Ministério das Cidades recusa de R$ 244,5 milhões, que seriam utilizados pela Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) na região metropolitana de Belém, a segunda pior capital do País em abastecimento.
Para a audiência, serão convidados o Ministério Público Estadual, Cosanpa, Saaeb, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano, Associação dos Serviços Municipais de Água, Universidade Federal do Pará, Sindicato dos Urbanitários do Pará e especialistas no assunto.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Tragicômico

Anterior

Uma nova aliança

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *