0
Quem não quer um carango zerinho? Pois saibam que o famoso cheiro de carro novo nada mais é do que vapor contendo tolueno, acetona, estireno, xileno, benzeno e outras substâncias. Para uns, o cheiro proporciona prazer; para outros, sintomas desagradáveis, até doença. Na realidade é um conjunto de substâncias irritantes da via respiratória, pele, mucosa, olho, que podem causar náusea, vômito, cefaléia, tontura, mal estar, alergia, edema e falta de ar. Algumas dessas substâncias são teratogênicas (alteram o desenvolvimento fetal) e cancerígenas. Então, todo cuidado é pouco nesse nosso calor amazônico e ventilar antes e durante o uso é a melhor prevenção.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Onde anda você

Anterior

Você pagaria por isso?

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *