0

Representantes da alfândega do porto de Belém, do Centro de Educação da Escola Fazendária, da Gerência Regional do Patrimônio da União e da Secretaria de Pesquisa e Investigação da Receita Federal foram pedir à Prefeitura de Belém para recuperar o Complexo dos Mercedários, construído em 1640. O prédio abrigou o convento e a Ordem dos Mercedários, até a expulsão dos religiosos do Pará, na época do Marquês de Pombal, deixando como herança grande acervo bibliográfico, além da bela construção, considerada a mais barroca das criações de Landi. O projeto de reforma está orçado em R$ 8 milhões.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Abrajet, do IHGP e do IHGTap, editora do portal Uruá-Tapera.

Criança amazônida

Anterior

A gente quer ler

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *