0
A dissertação defendida pelo arquiteto Antonio Carlos Lobo Soares, do Museu Goeldi, intitulada Impactos da Urbanização sobre Parques Públicos: Estudo de Caso do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi (Belém-PA), traz análises do sombreamento dos edifícios altos, o ruído e a poluição produzida pelos veículos e o comportamento dos visitantes e funcionários e seus impactos negativos para a conservação do Parque Zoobotânico de Belém. O trabalho também identificou as principais fontes sonoras no interior do Parque, que serviram para a elaboração de um mapa acústico.

O bicho homem também sofre muito com a poluição sonora. Deveria ser levada a sério pelos órgãos ambientais e punida com rigor, pelo mal imenso que causa à saúde física e emocional.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O povo ignorado

Anterior

Domingão

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *