Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

Plano Xingu Sustentável

FOTO: PC CARVALHO
Na terça-feira passada, após a sessão ordinária, a Alepa realizou sessões extraordinárias ao longo de mais de sete horas, no total, até esgotar a pauta, aprovando os projetos de lei em primeiro e segundo turnos e em redação final. Entre as matérias, a criação do Plano Xingu Sustentável, que garantirá recursos econômicos para os municípios atingidos pelo projeto da hidrelétrica de Belo Monte: metade dos royalties deverá ser investida em projetos e ações direcionadas à população local. 

Também foi aprovado o projeto que institui a política estadual de socioeconomia do Pará, cria o Sistema Estadual de Socioeconomia, o Conselho de Política Estadual de Socioeconomia e institui o Ecossistema de Fundos da Política Estadual de Socioeconomia. Trata de economia sustentável e inclusiva, valorização da diversidade e respeito aos povos, estímulo ao desenvolvimento socioambiental, e plano de acesso aos direitos e oportunidades 

Outro projeto aprovado altera e revoga dispositivos da Lei 6.830, de 13 de fevereiro de 2006, que dispõe sobre a gratificação de complementação de jornada operacional para os programas e as operações especiais das Polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, fixado o valor de R$ 180 por programa ou operação. A gratificação tem caráter indenizatório e não será incorporada, bem como não incidirá sobre ela vantagem alguma.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *