A Prefeitura de Belém está convidando os moradores da Cidade Velha à Consulta Pública sobre a reforma e revitalização do prédio ao lado da Igreja da Sé, onde por muito tempo funcionou a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel).…

As eleições de 2022 coincidem com o bicentenário da Independência e os 90 anos de conquista do direito do voto feminino, ocorrida em 24 de fevereiro de 1932. Durante todo o Império, as brasileiras não puderam votar e somente 43…

O Ecomuseu da Amazônia, da Fundação Escola Bosque (Funbosque) promoveu no domingo, 25, na Ilha de Cotijuba, o roteiro patrimonial, pelo encerramento da 16ª Primavera dos Museus. Os visitantes conheceram o pólo do Ecomuseu, a história de Cotijuba, que passa…

A prefeitura de Portel, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, lançou na sexta-feira passada (23) o projeto Marajó Sustentável, aliado ao Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Seringueira no Estado do Pará…

Plano fraco

O relatório da Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional faz 51 propostas concretas de combate às mudanças climáticas, com metas setoriais e ações concretas. Mas o governo ignorou as contribuições: no Plano Nacional, as metas ora não existem, ora não estão detalhadas, com data ou mecanismos para alcançá-las. O documento aponta as vantagens dos biocombustíveis mas não trata com profundidade os impactos socioambientais. A incineração com recuperação energética e reciclagem, prevista no plano, fomenta a geração de lixo porque o resíduo passa a ser combustível energético. E o lixo incinerado pode gerar emissões tóxicas de alto impacto ao meio ambiente e à saúde humana, daí a prática ser condenada em vários países. Além disso, o plano trata apenas das florestas e ignora o maior sumidouro do planeta, o oceano. Não aponta políticas para proteção dos mares brasileiros. Fica claro no documento que pouco se sabe sobre o custo sócio econômico de adaptação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *