Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Na quarta-feira passada (22), operários e servidores ligados à execução da reforma e readequação do Palácio Cabanagem almoçaram com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, que preferiu essa forma de reunião para agradecer pelo compromisso com o trabalho e…

Nunca reclamem de barreiras de fiscalização no trânsito. Graças aos agentes do Detran-PA um homem vítima de sequestro foi resgatado ileso ontem à noite, por volta das 23h, na rodovia BR-316. Conforme relato do coordenador de Operações do Detran-PA, Ivan…

Plano fraco

O relatório da Comissão Mista Especial de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional faz 51 propostas concretas de combate às mudanças climáticas, com metas setoriais e ações concretas. Mas o governo ignorou as contribuições: no Plano Nacional, as metas ora não existem, ora não estão detalhadas, com data ou mecanismos para alcançá-las. O documento aponta as vantagens dos biocombustíveis mas não trata com profundidade os impactos socioambientais. A incineração com recuperação energética e reciclagem, prevista no plano, fomenta a geração de lixo porque o resíduo passa a ser combustível energético. E o lixo incinerado pode gerar emissões tóxicas de alto impacto ao meio ambiente e à saúde humana, daí a prática ser condenada em vários países. Além disso, o plano trata apenas das florestas e ignora o maior sumidouro do planeta, o oceano. Não aponta políticas para proteção dos mares brasileiros. Fica claro no documento que pouco se sabe sobre o custo sócio econômico de adaptação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *