0
Uma amiga levou a filhinha de 6 anos ao Forte do Presépio, em Belém, e abriu a boca para contar as origens da cidade. No que foi atalhada de pronto pela garota, que disparou, com ar convicto: “Já sei. Os canhões eram pra defender Belém do Jack Sparrow.”
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Português estropiado

Anterior

Prêmio de Fotografia 2008

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *