0
No mês de outubro vai ter piracaia em Alter do Chão. Na linguagem indígena, é o peixe assado no braseiro. Até a década de 1980 era comum, em Santarém, grupos de amigos, à noite, irem à praia que circundava toda a cidade para comer peixe, jogar conversa fora, tocar violão, cantar e namorar, sempre abastecidos com cuias, farinha, pimenta, limão, sal e bebidas. Quem quiser ir, clique aqui.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Pressa para instalação

Anterior

Agenda da CPI da Pedofilia

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *