0

Representantes do MPF, Polícia Federal, Ibama, setor produtivo, MPE e Sema passaram “pente fino” nos Projetos de Manejo Florestais Sustentáveis, em campo, dos detentores Rondobel Florestal S/A- lote 13; Marlise Braun – Fazenda Maçaranduba e Jefferson A.A.R. de Araújo – Fazenda Vithorio, todos na Gleba Nova Olinda, em Santarém, sede de um dos maiores conflitos ambientais, em torno da extração madeireira em atividade na região de Arapiuns. A especulação indica que a madeira extraída na região não tem origem legal e que os Planos de Manejos Florestais apresentam irregularidades técnica e fundiária.

“Não há óbices à continuidade das operações”, conclui o relatório técnico de vistoria conjunta realizada entre os dias 9 e 15 de dezembro, pelas diretorias de Gestão e de Fiscalização Ambiental da Sema e divisões Técnica e de Controle e Fiscalização do Ibama, encaminhado à promotora de Justiça de Santarém, Lilian Regina Furtado Braga.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

O Exame da OAB

Anterior

Ophir Jr.em chapa única

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *