0

A Comissão de Legislação Participativa vai propor um projeto de lei que tipifique a pedofilia como crime hediondo, em razão dos níveis alarmantes que alcança em todo o País, sobretudo com uso da internet como instrumento de cooptação de vítimas, o que exige postura mais rigorosa por parte das autoridades.


Idealizada pela Ong Instituto Phoenix, o projeto tem parecer favorável do deputado Luiz Couto (PT-PB): “
A proposta de tornar a pedofilia crime hediondo é adequada como forma de combate e punição efetiva desses crimes. Os pedófilos não podem ficar circulando livremente pelas ruas e fazendo vítimas, enquanto a Justiça decide acerca das ações penais a eles relativas“.


Leiam a íntegra
aqui.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Estratégia indígena

Anterior

Cidadania grátis

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *