0
Com 191 assinaturas, 20 além do necessário para tramitar na Câmara Federal, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) protocolou ontem a PEC 386/2009, que restitui a exigência do diploma de Jornalismo para o exercício da profissão no Brasil. Em sua justificativa, o autor da proposta salienta que o jornalismo “é mais do que a simples prestação de informação ou a emissão de uma opinião pessoal”. “Ela [a profissão] influencia na decisão dos receptores da informação, por isso não pode ser exercida por pessoas sem aptidão técnica e ética“. A Emenda constitucional ainda será apreciada pela Comissão de Constituição e Justiça. Outra PEC, no mesmo sentido, também já tramita no Senado, por iniciativa do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que obteve 50 assinaturas de apoio.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Com o meu, o $eu

Anterior

Negociação no TJEPA

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *