Na terça-feira da semana passada (19), quando estava em votação no plenário da Assembleia Legislativa projeto de Indicação de autoria da deputada Professora Nilse Pinheiro transformando o Conselho Estadual de Educação em autarquia, detentora de autonomia deliberativa, financeira e administrativa,…

A desgraça sempre chega a galope, mas tudo o que é bom se arrasta indefinidamente no Brasil, o país dos contrastes e contradições, rico por natureza, com poucos bilionários e povo abaixo da linha da pobreza. Parece inacreditável, mas tramita…

O prefeito de Oriximiná, Delegado Willian Fonseca, foi reconduzido ao cargo pelo juiz titular da Vara Única daComarca local, Wallace Carneiro de Sousa, e literalmente voltou a tomar posse nos braços do povo. Era por volta do meio-dia, hoje (26),…

A equipe multidisciplinar do centro obstétrico da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém (PA), vivenciou uma experiência rara e emocionante: o parto empelicado. Imaginem um bebê nascendo dentro da placenta intacta, com os movimentos visíveis, praticamente ainda…

Pará, celeiro de talentos

Não me canso de noticiar que o Pará é um celeiro de talentos. O diretor de cena de ópera William Ferrara, que é professor na Universidade de Oklahoma, nos EUA, onde dirige o Opera Studio, dirigiu a contralto parauara Gabriella Florenzano nas suas três apresentações em Verona, na Itália, em julho, e lembrou da bela voz da soprano Gigi Furtado, que conheceu em Belém, durante temporada do Festival de Ópera do Theatro da Paz, para o qual já fez várias montagens, e também ministrou, em abril e maio do ano passado, o curso “Cenas de Óperas”, dentro do projeto “Ópera Estúdio”, criado em 2014 pela Fundação Carlos Gomes, com o objetivo de formar profissionais do canto lírico para atuar em montagens de ópera no Pará, e que se integra ao projeto “Concertos Didáticos”, também da FCG, em parceria com as Secretarias de Estado de Educação e Cultura, com apoio do Theatro da Paz. A cada mês, de manhã e à tarde, grupos artísticos apresentam um concerto comentado para alunos de escolas públicas localizadas na região metropolitana de Belém, iniciativa exemplar e pouco divulgada.

A professora Jena Vieira, idealizadora do “Ópera Estúdio” no Instituto Estadual Carlos Gomes, foi aluna e assistente de William Ferrara nos EUA.  O professor é só elogios para esse trabalho. Disse que acompanha mesmo de longe a luta de Jena e do professor Mílton Monte – idealizador do núcleo de música antiga da Escola de Música da UFPA e criador do Madrigal da UEPA, do qual foi regente por 11 anos, e pioneiro em fazer ópera na Amazônia fora do circuito oficial -, e que ao saber que Gabriella é de Belém não se impressionou porque sabe que existem muitos talentos, grande quantidade e qualidade no canto lírico do Pará. E ainda destacou que o Ópera Estúdio da FCG pode tornar  o Conservatório melhor porque envolve vários profissionais da música, coro, orquestra e muitos professores. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *