0
Alfredo Manevy, secretário executivo do Ministério da Cultura, e Oswaldo Reis Jr., Diretor de Acesso à Cultura, da Secretaria de Cidadania Cultural do MinC, vieram a Belém hoje para a assinatura, com a governadora Ana Júlia Carepa, do PAC das cidades históricas, ao lado do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) e prefeituras de Afuá, Aveiro, Belém, Belterra, Bragança, Cametá, Óbidos, Santarém e Vigia. O investimento é de cerca de R$ 600 milhões, num grande plano de ação para recuperar monumentos, prédios e sítios históricos.

O PACH injetará recursos nas cadeias produtivas dessas cidades, ajudando a desenvolver o turismo e o comércio de serviços em torno do patrimônio histórico. Também haverá qualificação de mão-de-obra e educação para a preservação patrimonial.

O convênio será celebrado às 19 horas, na Praça Santuário, em frente à Basílica de Nazaré, em meio a um grande cortejo de pássaros e bois juninos. O blog vai lá.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Ordem de prisão de Caíca

Anterior

Postura digna

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *