Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Os direitos da pessoa com deficiência

Embora a maioria absoluta da população desconheça, a Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência foi incorporada à legislação brasileira desde 2008. O Brasil decidiu ratificá-la com equivalência de emenda constitucional, nos termos previstos no artigo 5º, parágrafo 3º da Constituição Federal, e, quando o fez, reconheceu um instrumento que gera maior respeito aos Direitos Humanos. Em julho de 2014, o Conselho Federal da OAB solicitou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), nos quais tem assento, que expedissem resoluções recomendando a inclusão de questões relativas à Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência como matéria obrigatória nos concursos públicos para ingresso nas carreiras da magistratura e do Ministério Público, respectivamente. O CNMP já acatou a medida. No Pará, lei de autoria do deputado Júnior Ferrari(PSD) desde 2007 isenta os portadores de deficiência da cobrança de taxas em concursos públicos no âmbito do Estado. Para ter direito ao benefício, a pessoa deve apresentar, no ato da inscrição, seu cadastro atualizado e documento de identificação correspondentes às instituições às quais é ligada. 

Leiam a Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência aqui, divulguem-na ao máximo e exijam seu cumprimento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *