0
Em Óbidos, a sociedade está se mobilizando para preservar o patrimônio arquitetônico da cidade. O complexo que congrega a Capela do Bom Jesus e o Quartel já está completamente descaracterizado. A antiga Praça do Ó, graciosa e bem situada no tempo de sua construção e no conjunto da obra que ela completa, foi transformada em uma arena de forró, com um imenso obelisco de concreto. O Fobódromo é um capítulo à parte no desprezo com que é tratada a memória de uma das cidades mais antigas e bonitas do Pará, cujos azulejos portugueses a decorar as fachadas dos sobrados e as ruas em ladeiras de paralelepípedos outrora faziam dela uma joia histórica.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Combate ao trabalho escravo

Anterior

Virada em Sampa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *