0
O blog lamenta a demissão do maestro Matheus Araújo, que tanto se doou pela valorização da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, em prol de remuneração justa aos músicos e em favor da qualidade e ampliação do repertório, além do belo trabalho no Festival de Ópera e em apresentações avulsas. É evidente que a motivação é picuinha política, só porque ele foi contratado pelo secretário de cultura do governo anterior. Perde mais uma vez o Pará, diante da pequenez de gestos que já deveriam ter sido banidos há muito. Até quando a educação, a cultura e o bem-estar social ficarão atrelados aos partidos de plantão no poder?!
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Lazer cultural

Anterior

Gotas literárias

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *