0
Horror, estupefação, indignação foram algumas das palavras dos jornais, televisão e rádio, na Itália, especialmente em Torino, capital da região do Piemonte, desde sexta-feira (27), quando foi preso um homem de 64 anos, que violentou uma de suas filhas, hoje com 34 anos, desde os 9 anos.
Mais grave ainda: estimulou o irmão da vítima, de 41 anos, a praticar os mesmos atos com suas quatro filhas e com outra irmã.
Mantida em um quarto sem luz elétrica desde que começou a ser violentada, a filha, identificada como Laura, chegou a relatar o seu drama à polícia quando era adolescente, em meados da década de 90, mas não foi levada a sério.
Os vizinhos apenas desconfiavam de que havia algo errado na casa, onde Laura vivia com mais nove irmãos, oito dos quais homens. O serviço social, na periferia de Turim, diz que não entrava na intimidade familiar. O pároco local alega que a família era muito fechada, que ninguém conseguia penetrar nos segredos da casa.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Catalinas & casarões

Anterior

Enigma

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *