Quando todos apostavam em uma radicalização que causasse esgarçamento das relações empresariais na cúpula das indústrias instaladas no Pará, a diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Pará, liderada por José Conrado Santos e José Maria Mendonça, deu uma…

Os botânicos Fúvio Oliveira e Rafael Gomes, doutorandos do Programa de Pós-graduação em Botânica Tropical do Museu Paraense Emílio Goeldi e Universidade Federal Rural da Amazônia, concorreram com 86 jovens cientistas do mundo inteiro e estão entre os 23 contemplados…

Na próxima terça-feira, dia 16, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, deverá incluir na pauta do plenário a apreciação do Processo nº 7/2022, encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado, tratando da prestação de contas do Governo do Pará…

Liderados pelo presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), promotor de justiça Manoel Murrieta, que é paraense, promotores, procuradores, juristas e convidados do Brasil inteiro irão reafirmar o compromisso institucional do Ministério Público e o seu papel…

O carvão e a floresta

A Associação Brasileira do Carvão Mineral ameaça impedir com ação judicial a realização do leilão de energia A-5 (para usinas a serem construídas no prazo de cinco anos), previsto para ocorrer no final do ano, se não for revogada a instrução normativa n° 7/2009 do Ibama. Sabem por que? A instrução impõe que a construção de termelétricas – que usam carvão ou óleo diesel – terá que ser compensada por plantio de árvores e outros atos que diminuam o impacto da emissão do dióxido de carbono liberado por esses complexos.
A turma do carvão mineral argumenta que a medida pode duplicar o custo de projetos térmicos a carvão. Perguntinha cara-pálida: e a vida no planeta, como é que fica, com o que eles expelem no ar?

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *