0
O Pará tem 7.080 novos casos de câncer por ano, 3.710 só em Belém. Na Região Norte, os casos chegam a 17.620, segundo o Instituto Nacional do Câncer. O Hospital Ofir Loyola tem capacidade para atender por ano 5.235 pacientes do Pará e do Amapá. De 1998 a julho de 2009, o HOL realizou 8.781 aplicações de radioterapia. A demanda cresceu, mas os equipamentos são antigos: dois aceleradores lineares, adquiridos em 1981; um aparelho de cobaltoterapida, de 1964; um aparelho de braquiterapia e um acelerador, doado pelo Inca, que entrará em operação até novembro. Durante oito meses de 2008 a Secretaria Municipal de Saúde de Belém não realizou qualquer exame na rede de saúde, não avaliou novos casos, nem fez prevenção. No interior, então, nem se fala. Não é à toa a enorme demanda reprimida.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

MPE denuncia Valéria

Anterior

SOS Ofir Loyola

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *