0

O corpo do ex-presidente da Academia Paraense de Letras, Alonso Rocha, o Príncipe dos Poetas Paraenses, nem esfriara e já havia três abutres, digo, candidatos, pleiteando sua vaga de imortal.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Juiz quebra sigilo

Anterior

Basa perde na JT

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *