0

Em ofício entregue aos procuradores da República Alan Rogério Mansur Silva e Daniel César Azeredo Avelino, a governadora Ana Júlia Carepa relatou os avanços na pecuária paraense e pediu mais prazo para a cláusula do Termo de Ajustamento de Conduta que prevê licenciamento ambiental para as propriedades rurais. O MPF vai analisar o pedido.

O Cadastro Ambiental Rural já chegou a 24 mil 663 propriedades e o governo trabalha para incluir mais pequenos produtores rurais no CAR, controlado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Com isso, o pecuarista fica liberado para vender gado aos 70 frigoríficos, curtumes e marchantes que também assinaram acordo com o MPF.

Outra mudança significativa é a Guia de Trânsito Animal, que passará a ser eletrônica. Mais de 95 mil fazendas de pecuária já foram georreferenciadas e entraram no cadastro da nova GTA, que deve ser implantada mais rápido.

O trabalho conjunto de eliminar produtores ilegais e modernizar a cadeia da pecuária teve reflexo na economia. Segundo o governo, houve aumento de 552% na exportação de produtos agropecuários pelo Pará nos últimos 3 anos, passando de US$ 92,5 milhões em 2006 para US$ 511 milhões no ano passado.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Miriti em Brasília

Anterior

Poeta e compositor

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *