O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Marituba merece providências

Hoje
Marituba completa 19 anos de fundação, quando o território foi emancipado de
Ananindeua e de Benevides. O Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do
Pará (Sintepp); Movimento Marituba Tranquila, Marituba Saudável; e Centro
Popular pelo Direito à Cidade, entre outras entidades, aproveitaram para
protestar contra a violência, a corrupção e os crimes ambientais no município e
pedir nova eleição para prefeito.
Houve
caminhada, os manifestantes colocaram cruzes e faixas pretas na BR-316 e, em
frente à Prefeitura, fizeram o enterro simbólico de 19 cruzes em um pequeno
caixão, denunciando as mazelas de Marituba que, segundo eles,  “não tem o
que comemorar. O prefeito em exercício decretou situação de emergência
administrativa e financeira para que pudesse realizar contratos e compras com
dispensa de licitação”. O município está carente de infraestrutura.
O
candidato Mário Bíscaro, o Mário Filho (PSD), venceu as eleições com 52% dos
votos válidos mas foi impedido de assumir, por problemas em sua prestação de
contas. A Justiça Eleitoral negou o registro eleitoral em todas as instâncias e
determinou a realização de nova eleição. Quem assumiu a vaga de prefeito, desde
o início deste ano, foi o presidente da Câmara Municipal, Wildson de Mello
(PRB). O TRE-PA aguarda a publicação do acórdão do TSE para realizar novo
pleito.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *