Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Em 17 de dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o 25 de novembro Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. Passados 22 anos, os dados do 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública são aterrorizantes: por…

Marco histórico em Santarém

A Universidade do Estado do Pará outorga amanhã o grau em Medicina a 16
alunos do campus de Santarém. É a primeira turma que se forma no oeste do Pará,
no primeiro curso interiorizado no Estado. O governador Simão Jatene, paraninfo
da turma e chanceler da Universidade, vai prestigiar a solenidade
acadêmico-administrativa, marcada para às 19h, no salão nobre do Barrudada
Tropical Hotel.


Os concluintes serão representados pela oradora oficial Carolinn Albuquerque
Lobão e pela juramentista Giselle da Silva Lobato. A reitora da UEPA, Marília
Brasil Xavier, também concede o grau aos formandos.



O grande desafio é manter os médicos na região do Tapajós. Para isso, a UEPA
e entidades parceiras ofertam vagas este ano, pela primeira vez, para
Residência Médica nas áreas de Ortopedia, Cirurgia Geral e Saúde da
Família. Assim, os concluintes poderão optar por fazer especialização
médica lá, sem precisar mudar de cidade a fim de completar a formação.
Sei muito bem o que é ter que deixar a família para continuar os
estudos. A importância da Universidade no interior é imensa. Muito jovens ficam
no meio do caminho, por não terem condições de sobreviver na capital. Parabéns
aos jovens médicos e sucesso na jornada que agora iniciam.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *