0
Cerca de 1.400 empresas que fizeram doações eleitorais no valor de R$ 22,1 milhões, nas campanhas de 2006 e 2008, receberam recursos públicos destinados pelos mesmos deputados federais que ajudaram a eleger, conta a Folha de São Paulo, hoje.

O toma lá dá cá foi descoberto pelo cruzamento das contribuições de campanha com os gastos secretos da verba indenizatória, cujas regras, genéricas, definem apenas o custeio de despesas relacionadas à atividade parlamentar.

A Folha teve acesso em novembro, pela via judicial, a cerca de 70 mil notas fiscais apresentadas pelos deputados nos quatro últimos meses de 2008. Até então secretas, as notas já revelaram uso do dinheiro público em empresas com endereço fantasma, em gastos em turismo, confraternizações e empresas dos próprios deputados.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

PPS & PSDB

Anterior

Concurso para cartorário

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *