Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Inferno na estrada

Entre Rurópolis e Itaituba, na interseção da Santarém-Cuiabá com a Transamazônica, um atoleiro com mais de 1 Km é o cenário infernal do abandono a que está relegada a população. Os carros só passam puxados por tratores, que cobram até R$ 150 reais. Caminhões que transportam comida, combustível e outros produtos ficam atolados durante semanas. Todos os dias é comum ver crianças, idosos, mulheres grávidas e mães com recém-nascidos atravessando a pé os atoleiros, além de carros tombados nas margens da rodovia. Trafegar nos dias de chuva é uma verdadeira roleta russa. Em muitos trechos a estrada some. Há imensos buracos e lama para todos os lados. As pontes velhas de madeira são um risco adicional.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *