0

A cooperativa Socipe está interditada desde as 13h de ontem. Em vistoria, a Sema lavrou cinco autos de infração; dois por material lenhoso, aquecimento de caldeira e madeira serrada sem licença de origem. Outro por operar sem licença, além de depósitos de resíduos sólidos (cascos e chifres) diretamente no solo, nas dependências da empresa e na beira do rio Guamá. Mais: despejava resíduos biológicos e sangue de animais no rio, sem tratamento prévio.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Tarso Genro discorda

Anterior

Homenagem a Dalcídio

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *