0
Bemp, onça pintada – Panthera onca – preta macho, nascida em junho de 1987, no Museu Goeldi, morreu há pouco, em idade avançada. A necrópsia revelou tumor no abdômen do animal de 22 anos. O material coletado seguiu para exame histopatológico, cujo resultado deverá ser divulgado em 30 dias. Bemp é da linhagem de Ana Preta, atração do Parque Zoobotânico do Goeldi nos anos 80. Recebeu nome Kayapó, que se presta à nominação de crianças em ritual festivo festa do mesmo nome. A onça vai ser taxidermizada para integrar a Coleção Didática do Museu Goeldi. O recinto habitado por Bemp receberá as melhorias previstas pelo Programa de Revitalização do Parque Zoobotânico, para abrigar outro exemplar da espécie.
No ano passado, morreu a peixe-mulher (fêmea do peixe boi) Mayra. Mas o jacaré-açu Alcino, do alto dos seus 55 anos, foi operado e continua a ser atração com sua mais de meia tonelada, bem como um cauauã, pássaro de 35 anos.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Bolsas disponíveis

Anterior

Puxão de orelhas

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *