0
Vocês sabiam que 4.400 crianças carentes de Belém deixaram de ser atendidas pelo Programa Segundo Tempo, do governo federal, que objetiva a inserção social através do esporte? Pois assim é. E sabem por que mais essa desgraça?
É que o Ministério do Esporte celebrou com a Prefeitura Municipal de Belém o Convênio nº 233/2007, cujo objetivo era implantar 22 núcleos do Programa. Mas a vigência terminou em 16 de maio deste ano e o (des)prefeito Duciomar Costa até agora não fez a devida prestação de contas.
Que tal o MPF abrir uma investigação sobre o destino dos recursos federais repassados? Poderia arrolar os professores que trabalhavam no projeto para que contem sobre a qualidade do material esportivo utilizado e da alimentação servida às crianças.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Agenda mínima

Anterior

Do blog do Waldez

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *