O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Chicão, convocou e empossou Torrinho Torres, primeiro suplente do Podemos, na vaga do deputado Igor Normando, que está licenciado para exercer o cargo de secretário de Estado de Articulação da Cidadania. O novo parlamentar…

Reconhecimento máximo da Associação Paulista de Críticos de Artes a obras de Literatura, Música popular, Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Rádio, Teatro, Teatro Infantojuvenil e Televisão, o Prêmio IPCA, anunciado na segunda-feira, 6/2, contemplou o livro de contos “Eu já…

A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Gabriella Florenzano canta em Verona


Dentro do Programa Ópera Viva, Gabriella Florenzano se apresentou ontem na igreja de San Giorgetto, em Verona(Itália), interpretando árias de “La Verità in Cimento”, de Vivaldi, e de “L’ elisir d’amore”, de Donizetti. O local lotou totalmente; como o público de italianos e turistas adora óperas, o canto atraía curiosos que ficaram aglomerados na porta, esperando uma vaga para entrar e conferir o concerto. Não há fotos da plateia porque não é permitido a ninguém ficar andando durante o recital. 


A igreja de San Giorgietto (ou St. Peter Martyr) foi construída pelos dominicanos no final do século XIII. Por volta de meados do século XIV, tornou-se uma espécie de capela privada dos cavaleiros em serviço na corte de Cangrande II della Scala, que residia no Palazzo Della Scala Aquila, do outro lado da praça (onde há agora um hotel de luxo Two Towers). Em 1424 ela foi confiada aos Dominicanos e oficialmente dedicada a São Pedro Mártir; mas, embora tenham passado mais de 600 anos para o povo de Verona continua a ser a Igreja de San Giorgetto. Desconsagrada e confiscada durante a ocupação napoleônica em 1807, foi vendida  à comuna de Verona, que ainda a possui. É uma das principais galerias da cidade de afrescos do século XIV.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *